Voando De Filosofia Para Iniciantes

2 ideias lindas com palha de coqueiro

Nesta seção diz-se de uma série dos experimentos incitados a treinar o despacho de sistemas. Dois objetivos de experimentos foram: - para mostrar o caminho simples e quase útil da associação de vários modelos; - para encontrar as ideias gerais em todos os expedidores.

Já que a criação de uns clientes de período usa o procedimento de Obj. Invocar. Para exemplos prévios olha aproximadamente assim: IMPORTAÇÃO Obj; VAR a: = NOVO (Número inteiro, valor: =; b: = NOVO (Número inteiro, valor: =; c: = Obj. Invoque (a, "acrescente", b); língua de ordem.

Este modelo combina-se com a ideologia do DOS como se segue: o cliente conjura o servidor remoto (receptor). É necessário realizar duas coisas: - para estender o despacho de conceito local de uma chamada por uma rede - para construir o objeto que representa uma imagem do servidor no sistema de cliente.

Do ponto de vista do usuário, o conceito fundamental do DOS é o período. O período é qualquer apelação à funcionalidade do objeto. O seu corpo é o grupo de objetos sobre. em. Tendo aceitado um período, o DOS chama o receptor do primeiro objeto do grupo, transferindo-o parâmetros os outros. Ai o receptor também se destina um problema da realização da semântica de períodos.

Mais provavelmente deverá aplicar a técnica descrita para os sistemas distribuídos ao acesso a objetos. A diferença importante é que para um período de objetos de um DB o servidor DB e a sua imagem têm de apoiar a mensagem "período". Na realização especificamente feita tais meios de DB orientado ao objeto como um período dinâmico com esta finalidade aplicou-se. Operações do servidor DB recebendo um período: - a argumentos ottranslirovat em um formato de trabalho; - para fazer a lista de argumentos e chamar o mecanismo de um período dinâmico do seu processamento; - para devolver o resultado como a lista de valores de tipos básicos e identificadores de objetos.

No modelo clássico o período interpreta-se como a mensagem enviada ao receptor de objeto. Assim as ações do expedidor parcialmente definem-se pelos seus parâmetros. Respectivamente, no momento da emergência da nova mensagem, o programador compele-se a acrescentar o novo treinador ao receptor.

Como não temos direito de usar qualquer informação predeterminada sobre objetos, precisaremos de acrescentar meios do despacho com a oportunidade de verificar o acessório de objeto a uma classe e a capacidade de uma classe à realização de um período concreto.